Manifestação no Rio de Janeiro pede saída de Michel Temer e eleições diretas
29/05/2017 - 14h45 em Política

Um ato pelas Diretas-Já e contra o presidente Michel Temer reuniu artistas e políticos na praia de Copacabana, zona sul do Rio de Janeiro, neste domingo (28). O evento foi organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, ligadas a partidos de esquerda, e atraiu 50 mil pessoas, segundo os organizadores. A Polícia Militar não divulga estimativa de público.

O ator Wagner Moura comandou a manifestação, chamando ao palco artistas e fazendo pronunciamentos.
Quando nossos netos perguntarem onde estávamos neste dia, diremos que estávamos na praia, ouvindo música boa e lutando pela democracia do nosso país, disse.

Os convidados se revezaram em cima de um trio elétrico, fazendo discursos e cantando, desde cerca de 11h. Atrações mais esperadas, Caetano Veloso e Milton Nascimento não discursaram pelas eleições diretas, como fizeram outros artistas --Teresa Cristina, Wagner Moura, Pedro Luiz, entre outros.

Caetano subiu ao trio elétrico por volta das 17h. Antes dos primeiros acordes de "Podres Poderes", soltou um "Fora, Temer", levando o público ao delírio. Na sequência, cantou "Um Índio", "Alegria, Alegria" e "Amanhã", de Guilherme Arantes, entre outras músicas --sempre intercaladas com um "Fora, Temer", mas sem discurso.

Ao lado de Maria Gadu, cantou "Divino Maravilhoso" e "Vaca Profana". Depois, chamou Milton Nascimento ao palco. "É a nossa surpresa. Com vocês, agora, o milagre da música brasileira!" Milton não fez discurso, sequer entoou gritos pelas diretas ou contra o presidente. Seu repertório incluiu "Paula e Bebeto", "Coração de Estudante" e "Nos Bailes da Vida".

Famílias e famosos

O público presente era variado, com famílias, pessoas de meia-idade e muitos jovens. Ambulantes vendiam cerveja e faixas com os dizeres "Diretas já". "Se empurrar, o Temer cai", gritavam alguns manifestantes. Outros gritavam frases contra as reformas trabalhista e da Previdência, conduzidas pelo governo.

Entre os famosos, marcaram presença atores como Gregório Duvivier, Sophie Charlotte, Daniel Oliveira, Maria Casadeval, Antônio Pitanga, Bete Mendes e Zezé Motta.

Políticos do PT, Rede, PCdoB e do PSOL também aproveitaram o trio elétrico para discursar e pedir a saída de Michel Temer e a convocação de eleições diretas para presidente.

Pelo PSOL, falou o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ), pelo PC do B, a deputada federal Jandira Feghali e pelo PT, Washington Quaquá, presidente do partido no Rio. Os senadores Lindbergh Farias (PT-RJ) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP) também estavam presentes.

O público do ato misturava militantes de centrais sindicais, com bandeiras de CUT e sindicatos, jovens e famílias.

Fonte:Agência Brasil, Agência EFE e Estadão Conteúdo

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!